Que rua é hoje? – fevereiro

O mês começa com as ruas paulistanas do mês de fevereiro – e um aviso: logo voltarei a ser mais frequente aqui no blog. Quem espalhar os posts no Face e pela internet “como um todo”, receberá minha eterna gratidão.

"...", diz o Dicionário de Ruas sobre esta praça do Tatuapé (ZL)

“…”, diz o Dicionário de Ruas sobre esta praça da Vila Formosa (ZL)

Já que nem a Prefeitura sabe explicar porque o dia 7 de fevereiro é tão importante, permita-me testar algumas hipóteses, aos modos do famoso diretor global. Talvez seja porque em 7 de fevereiro de 1901, nascia a cantora Clementina de Jesus. Outro palpite é que a praça aluda ao dia do gráfico, relembrando uma grande greve dos operários do setor, liderada por anarquistas, em  7 de fevereiro de 1923. A curiosidade é que o líder da greve se chamava João Costa Pimenta. Seria um antepassado do candidato mais votado do Brasil (só que ao contrário) Rui Costa Pimenta?

fevereiro11

No coração do Jabaquara, está a 11 de Fevereiro, que o Dicionário também não sabe explicar o batismo.

O mês vai indo bem: já é a segunda via cujo batismo não tem explicação oficial. Vamos chutar: pode ser uma homenagem ao (ótimo, aliás) escritor Mário Prata, nascido em 11 de fevereiro de 1946. Ou ainda, indo um pouquinho mais atrás na história, pode ser uma alusão à fundação do Japão, em 11 de fevereiro de 660 a.C (agora como sabem desta data com tanta exatidão, não sei).

18/02 é uma travessa da interminável avenida Sapopemba, ainda no seu começo, na Vila Formosa (ou "alto da Mooca")

18/02 é uma travessa da interminável avenida Sapopemba, ainda no seu começo, na Vila Formosa (ou “alto da Mooca”)

Pesquisa em andamento” é tudo que o Dicionário de Ruas tem a dizer a respeito da rua. Dá até para chutar que seja simplesmente o “niverrr” do loteador do bairro. Como você já viu aqui, teve até quem colocasse o nome do filho (vivo) na rua, que acabou virando Borboletas Psicodélicas. Quem sabe, então, se não é uma homenagem à tripla emancipação dos municípios de Itapevi, Cajamar e Embu das Artes no dia 18 de fevereiro de 1959? Ou ainda a independência da gloriosa Gâmbia em 1962? Mas também pode ter sido uma homenagem à descoberta do planeta anão Plutão, em 18 de fevereiro de 1930.

22 de fevereiro fica em Artur Alvim, na ZL

22 de fevereiro fica em Artur Alvim, na ZL

Chegamos ao dia 22 de fevereiro e continuamos sem explicações. Novamente o Dicionário nos brinda com um espaço em branco. O chute é que o 22 de fevereiro seja o de 1945, quando nossos lendários pracinhas conquistaram o Monte Castelo, na Itália, durante a II Guerra. Ou ainda, o nascimento da atriz Aracy Balabanian, cinco anos antes. 22 de fevereiro também  é “o dia europeu da Vítima“, para homenagear as vítimas de violência em qualquer época (oras).

A avenida 24 de Fevereiro  é uma importante via de Cangaíba, também na ZL

A avenida 24 de Fevereiro é uma importante via de Cangaíba, também na ZL

Até que enfim uma explicação. 24 de Fevereiro, segundo o Dicionário de Ruas, “foi a data de início da revolta de Manoel Beckman no Maranhão, em 1684″. Manoel, que era comerciante, foi acusado de judaísmo pela Inquisição e se envolveu numa encrenca com a poderosa Companhia de Jesus. Foi o estopim para a sua revolta, que nem deu muito certo, já que o general Gomes Freire (que não é o mesmo da rua na Lapa) o mandou para a forca. Gomes, no entanto, fez isso apenas por lealdade ao governo – tanto que se arrependeu e deu um jeito de devolver os bens de Beckman à família dele. Além disso, em 24 de fevereiro de 1103, nascia o glorioso Imperador Toba, no Japão (sem zo weira).

A rua 25 de Fevereiro fica no Tucuruvi, travessa da Luís Dumont Villares.

A rua 25 de Fevereiro fica no Tucuruvi, travessa da Luís Dumont Villares.

Fechando o mês, temos a 25 de Fevereiro, que alude ao dia em que o primeiro governo republicano, do Marechal Deodoro, passou a ser oficial, deixando o status de provisório. Isso em 1891. 25 de Fevereiro também é dia de Santa Walburga e o Dia da Pátria no glorioso Kuwait. Em 2011, foi o dia em que a saudosa princesa Carola Scarpa nos deixou – exatos 66 anos depois da morte de Mário de Andrade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s